Pular para o conteúdo principal

RANKING ANOS 2000

A LIGA DOS BLOGUES CINEMATOGRÁFICOS está preparando entre seus membros um ranking com os melhores filmes da primeira década do século XXI. Já tinha postado algo assim aqui no blog, mas resolvi fazer algo mais completo e tentando, na medida do possível, colocar uma ordem de preferência. Aí está a relação que enviei hoje pra Liga:

20. ONDE OS FRACOS NÃO TEM VEZ (2008), Joel e Ethan Coen

19. INIMIGOS PÚBLICOS (2009), Michael Mann

18. O LUTADOR (2008), Darren Aronofsky

17. FEMME FATALE (2002), Brian De Palma

16. FANTASMAS DE MARTE (2001), John Carpenter

15. RAMBO 4 (2008), Sylvester Stallone

14. CAÇADO (2003), William Friedkin

13. A PROPOSTA (2005), John Hillcoat

12. COLATERAL (2004), Michael Mann

11. KILL BILL Vol.1 (2003), Quentin Tarantino

10. ROCKY 6 (2006), Sylvester Stallone

09. BASTARDOS INGLÓRIOS (2009), Quentin Tarantino

08. SANGUE NEGRO (2008), Paul Thomas Anderson

07. GANGUES DE NOVA YORK (2003), Martin Scorsese

06. CIDADE DOS SONHOS (2001), David Lynch

05. EXILED (2006), Johnnie To

04. OS DONOS DA NOITE (2007), James Gray

03. A BITTERSWEET LIFE (2005), Jee-Woon Kim

02. MIAMI VICE (2006), Michael Mann

01. MARCAS DA VIOLÊNCIA (2005), David Cronenberg

MENÇÕES HONROSAS: Filmes que deveriam estar aí em cima, mas pelo meu estado de espírito momentâneo acabaram de fora: GRAN TORINO (2008), MENINA DE OURO (2004) e SOBRE MENINOS E LOBOS (2003), do Clint Eastwood; MUNICH (2004), de Steven Spielberg; ICHI - THE KILLER (2001) e VISITOR Q (2001), do Takashi Miike; OS INFILTRADOS (2006), de Martin Scorsese; TERRA DOS MORTOS (2005), de George A. Romero; SPL: SHA PO LANG (2005), Wilson Yip; ANTICRISTO (2009) e DOGVILLE (2005), de Lars Von Trier; O NEVOEIRO (2008), de Frank Darabont; DEIXA ELA ENTRAR (2008), Tomas Alfredson; ZODÍACO (2007), David Fincher; KILL BILL Vol.2 (2004), de Quentin Tarantino; A ESPIÃ (2006), de Paul Verhoeven; DÁLIA NEGRA (2006), de Brian De Palma; O HOSPEDEIRO (2006) de Joon-Ho Bong; DISTRITO 9 (2009), Neill Blomkamp; OLDBOY (2004), Chan-Wook Park.

Comentários

  1. Leandro Caraça31/03/2013 22:18

    Não tem um só filme ruim nessa lista.

    ResponderExcluir
  2. Nenhum filme de terror Ronald!?

    ResponderExcluir
  3. Falha minha, tem o Fantasmas de Marte ali, mas esse eu não assisti ainda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que não é bem um Terror... mas bem observado. Não reparei que não tem nenhum terror. Se bem que SANGUE NEGRO... enfim, nas menções honrosas tem alguns, e pra falar a verdade, a década passada não foi tão especial assim pro gênero. Aposto que se eu fizer uma lista dessas para as decadas anteriores, com certeza teremos vários exemplares.

      Excluir
  4. Torço para que o Cronenberg ainda consiga realizar mais um filme tão bom quanto History of violence.

    E a lista está sensacional do início ao fim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou na mesma torcida que você, Luiz. Gosto de COSMOPOLIS, e tenho pouco interesse em UM MÉTODO PERIGOSO, apesar da boa direção e excelente atuações. Mas ambos não se comparam a MARCAS DA VIOLÊCIA...

      Excluir
  5. Michael Mann dominando.
    Otima lista, um filme melhor q o outro.
    Agora, femme fatale?
    E o francês "A Proposta", não merece um lugar?

    ResponderExcluir
  6. Na verdade, eu queria fala o francês O Profeta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, esse não teria lugar... mas acho muito bom filme.

      Excluir
  7. Puta merda, não posso acreditar no que estou vendo. Você é a primeira pessoa que vejo que também gosta de Exiled.

    Sou profundamente apaixonado por esse filme do Johnnie To, acho que é facilmente um dos meus preferidos desse século. Inclusive, comecei a correr atrás do trabalho do diretor após conhecer esse filme.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A mesma coisa aqui. Foi o primeiro dele que vi e despertou uma nova forma de ver o cinema de ação oriental dos últimos anos. Mas conheço várias pessoas que adoram também.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O IMBATÍVEL (Undisputed, 2002)/O LUTADOR (Undisputed 2: Last Man Standing, 2006)

No útlimo fim de semana procurei outros filmes recentes do Michael Jai White para vê-lo distribuindo porrada em meliantes como em BLOOD AND BONE e BLACK DYNAMITE. Me deparei com UNDISPUTED 2, continuação de um filme dirigido pelo Walter Hill em 2002 e que, por pura negligência da minha parte, ainda não havia assistido. Enfim, foi uma experiência interessante, além de poder ver um ótimo filme de luta estrelado pelo Jai White ainda tirei o atraso com o filme Hill, que é obrigatório para os fãs do sujeito.

Ambos os filmes se passam em prisões e envolvem lutas “profissionais” entre os encarcerados, mas o resultado de cada é bem diferente um do outro. UNDISPUTED é puro Walter Hill! Cinema classudo, sério, focado em personagens bem talhados e com direção extremamente segura. Temos Wesley Snipes na pele de Monroe Hutchen, campeão de boxe de Sweetwater, uma prisão de segurança máxima que promove legalmente lutas entre presos. Ving Rhames é George Iceman Chambers, o campeão mundial dos pesos …

OS BÁRBAROS (The Barbarians, 1987)

Daquela listinha de filmes de fantasia, Sword and Sorcerer, que eu postei outro dia, um dos exemplares que causou mais alvoroço foi OS BARBAROS. Alguns amigos acharam engraçado por eu ter lembrado desse filme que passou milhares de vezes no Cinema em Casa do SBT. E como estamos falando de um trabalho do italiano Ruggero Deodato, nada melhor que ressaltar como era bom ter doze anos e poder conferir às tardes da TV brasileira nos anos 90 um filme com bastante sangue, membros decepados e peitos de fora. Algo impossível para um moleque atualmente, que tem de se contentar com os filmes de animais falantes que empesteiam diariamente a programação… Neste fim de ano, meus votos de um grande pau no c@#$% do politicamente correto.

De todo modo, OS BÁRBAROS é uma porcaria. Fui rever essa semana para escrever para o blog e, putz, acreditem, é a coisa mais ridícula do mundo. Ainda bem que já sou vacinado contra tralhas desse tipo e encontro tantos elementos engraçados que fica impossível não sair…

OS IRMÃOS KICKBOXERS, aka BLOOD BROTHERS (1990)

Também conhecido como NO RETREAT, NO SURRENDER 3 em alguns países. Não é tão espetacular quanto o segundo, mas é um veículo divertidíssimo que serve de vitrine para que Loren Avedon e Keith Vitali (os irmãos do título) demonstrem suas habilidades em artes marciais em sequências alucinantes de pancadaria! Até hoje me lembro quando eu era um moleque de oito ou nove anos pegando a fita da Top Tape na locadora com meu irmão mais novo. Passamos o fim de semana inteiro assistindo repetidas vezes este que foi o meu primeiro “kickboxer movie”.


Na trama, os dois personagens não vão muito com a cara do outro. Avedon é um professor de kickboxer que dirige um fusca, enquanto Vitali ganha a vida como policial respeitado, seguindo os passos de seu pai. Ambos lutam pra cacete! Para resumir o enredo, uma tragédia na família acontece (leia-se alguém é assassinado) e acaba sendo o motivo de reaproximação dos irmãos, que deixam as diferenças de lado e juntam forças para fazer exatamente aquilo que se …